fbpx FTWines Vinhos

BLOG

Descubra a diferença entre vinho reserva e reservado


20 de Fevereiro de 2020
Provavelmente você já deve ter se deparado com os termos “reserva” ou “reservado” no rótulo de algum vinho, mas tem ideia do que eles significam? Seriam sinônimos de qualidade, alguma especificação da safra ou ainda uma recomendação?

Na leitura a seguir vamos abordar o que essas expressões querem dizer. Confira!


 

Origens e conceitos



É importante ter em mente que para compreender corretamente estes termos, é preciso fazer uma separação entre os chamados países do “Novo Mundo” – basicamente resumindo-se à América latina, Oceania e algumas regiões da Ásia – e nações do “Velho Mundo” – Europa e Oriente Médio.

O uso e significado dessas expressões variam de acordo com cada país produtor. Nas nacionalidades do Novo Mundo, não existem legislações a respeito do uso desses termos, seja na produção ou comercialização de vinhos, enquanto no Velho Mundo, uma série de leis e regulamentações são aplicadas.


 

Vinho Reserva no Velho Mundo



Geralmente, para que os vinhos produzidos nos países europeus sejam classificados como “reserva”, é necessário que eles tenham passado por algum período de amadurecimento em barricas de carvalho e envelhecimento na própria garrafa.

Nestes casos, o título de vinho “reserva” significa que esta é uma bebida mais séria e refinada, sendo produzida para apreciação, diferentemente dos vinhos que são consumidos no dia a dia. Isso porque os sabores, aromas, corpo, longevidade e taninos são mais trabalhados.

Além disso, é importante ter em mente que cada país possui suas especificações adequadas para poder qualificar determinado vinho como reserva.


 

Vinho Reserva no Novo Mundo



Como mencionado anteriormente, na maioria dos países da América Latina e Oceania não existem legislações a respeito dessas questões. Por essa razão, para certificar-se de que um vinho intitulado como reserva realmente possua características mais elevadas, é necessário que você conheça e confie no produtor. Sim, consumir um real Vinho Reserva produzido por aqui nada mais é do que uma questão de confiança.


 

E o Vinho Reservado?



O termo “reservado” encontrado nos rótulos dos vinhos (geralmente naqueles produzidos no Chile) não quer dizer absolutamente nada. Podemos dizer que talvez possa ser uma tentativa de fazer uma alusão à expressão “reserva”, mas na verdade são vinhos de entrada das mais diversas vinícolas, ou seja, o mais simples que o produtor pode elaborar.

Alguns termos que permeiam o mundo dos vinhos podem confundir muitas pessoas e por essa razão, é importante se aprofundar na cultura do vinho para ter plena ciência do que estará consumindo.

VOLTAR
Assine nossa newsletter e receba conteúdos exclusivos

Seja um distribuidor