fbpx FTWines Vinhos

BLOG

O que é feito para um vinho ficar rosado


09 de Agosto de 2019
Como é feito o vinho rosé? Afinal, uvas rosadas podem até existir em sua variedade, mas não necessariamente existe uma uva rosé que classifica o vinho para tal. Hoje falaremos um pouquinho a respeito do vinho rosé e suas peculiaridades.

Vale lembrar para darmos início a este texto que não existe uma receita única a seguir nas etapas produtivas do mesmo, por isso, dependerá do enólogo e do que pretenderá fazer em relação a bebida e os métodos que utilizará para a produção.

 

Métodos


- Compressão direta: consiste em vinificar (transformar uvas em vinho) damesma forma que as bancas e tintas, sendo que nessa etapa, quaisquer tipos são prensados assim que chegam à vinícola.

- Maceração curta: período ao qual a parte sólida das uvas permanece em contato direto com o mosto (sumo do esmagamento), sendo essa maceração podendo ocorrer de 6 a 24 horas.

- Mistura: a mistura de uvas está cada vez mais incomum, sendo um método utilizado antes da fermentação, ao qual consiste em juntar uvas tintas e brancas.

- Sangria: método ao qual retira-se o líquido da drenagem dos tintos.

O vinho rosé pode ser tido como um meio termo entre os tintos e brancos por conta de diversos métodos (como vimos acima), assim sendo, os processos dependerão de acordo com a adega de sua confiança, bem como paladar que o agrade mais. Já conhece os vinhos da FT Wines? Surpreenda-se com o melhor para o seu paladar!

 

Por: Assessoria FT Wines Vinhos

Foto/ Créditos: iStock

Este material pode ser reproduzido, desde que citado a fonte.

VOLTAR
Assine nossa newsletter e receba conteúdos exclusivos

Seja um distribuidor